De volta!

Conhecido como "Guerreiro" pela torcida do Fluminense, o zagueiro GUM precisou, mais uma vez, mostrar seu poder de superação. Sem atuar desde novembro de 2016, o camisa 3 passou por duas cirurgias após uma lesão no quinto metatarso do pé direito. Chegou a correr riscos de não voltar mais a jogar. Mas ele venceu.

Em mais um exemplo de superação, o zagueiro que chegou ao Fluminense em 2009 e tem 356 jogos com a camisa tricolor, retornou aos gramados na última quinta-feira (12) contra o Flamengo. Ainda longe do ritmo de jogo, afinal, foram quase 11 meses sem jogar, foi vencido pelo cansaço e teve que ser substituído ainda no primeiro tempo, aos 43 minutos. O placar da partida, que terminou 1 a 1, ainda apontava 0 a 0.

Neste domingo (15), o técnico Abel Braga novamente confiou em Gum como titular. Na vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, o zagueiro atuou por 83 minutos. Com isso, desde que voltou, o camisa 3 esteve em campo em 126 minutos e não viu o Fluminense ser vazado neste período. Ao lado de Reginaldo, tem formado uma dupla de "torres gêmeas", com a altura dos dois sendo determinantes na proteção da bola aérea defensiva.

Somando-se o período que Gum esteve em campo nas duas partidas desde que retornou, se chega ao número de 126 minutos com ele dentro do gramado. E o curioso é que neste espaço de tempo o Fluminense não foi vazado. Além disso, o camisa 3 ainda não viu o Tricolor ser derrotado e é uma das esperanças da torcida para "consertar" o sistema defensivo e ajudar a equipe das Laranjeiras a escapar do rebaixamento. O segredo? Não desistir jamais.

"No futebol tudo você tem que estar provando. Muitos dizem que tem que matar um leão por dia, na verdade eu mato uns dez. Trabalho, dedicação, respeitando. Ter a humildade de entender que tem que trabalhar muito. Vale a pena confiar que a oportunidade vai chegar. E fazer o seu melhor", afirmou o zagueiro na zona mista após o triunfo sobre o Avaí.

A próxima missão de Gum e do Fluminense já é na próxima quarta-feira (18). Na ocasião, o Tricolor recebe o São Paulo, que também está ameaçado de rebaixamento, no Maracanã. O duelo é um daqueles famosos "jogos de seis pontos". O pontapé inicial está marcado para as 21h45 (de Brasília).

Reportagem publicada pelo site Esporte Interativo