Levanta a taÇa!

Do elenco atual, Gum é o único remanescente do grupo que evitou o rebaixamento no Brasileirão de 2009 mesmo com 99% de chances de queda. Foi aquela arrancada improvável que rendeu ao Fluminense o apelido de “Time de Guerreiros”.

Neste começo de 2018, o zagueiro tem visto o espírito “guerreiro” se repetir. Apesar de todas as dificuldades e do elenco enxuto, o Tricolor conseguiu conquistar a Taça Rio de forma invicta. Gum revela a receita, mas lembra que ainda tem muito pela frente.

- Um time de guerreiros se faz com humildade. Sabemos que sempre precisamos melhorar. Por isso, por exemplo, fomos eliminados na Copa do Brasil. Faltou algo. Nós conversamos, acertamos e agora demos a metade da volta por cima com o título do segundo turno. Para completar, precisamos passar pelas semifinais e pelas finais, conquistando o título estadual.

Há quase uma década no clube, o zagueiro já gritou "É campeão" sete vezes. Mas na vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo neste domingo, teve uma experiência inédita. Foi a primeira vez que levantou uma taça como capitão da equipe.

Nos outros títulos que conquistou no período (Brasileirões de 2010 e 2012, Carioca e Taça GB de 2012, Primeira Liga de 2016 e Taça GB de 2017), não ostentava a faixa. Até 2016, Fred era o capitão. No título da Primeira Liga, com a suspensão do atacante, Cícero foi nomeado, e ano passado Henrique era o dono da braçadeira.

- Ser capitão e levantar a taça é só um detalhe. É muito tempo aqui e nunca tinha acontecido, mas sinceramente não me apego. É mais uma conquista. Sou capitão porque hoje tenho a experiência e preciso exercê-la no grupo, é uma forma de ajudar, mas claro que fico feliz. É um momento especial, por toda a dificuldade que esse grupo passou. E também pelo que eu passei por aqui. É muito bom ver que nós tricolores saímos felizes do Maracanã mais uma vez. Eu levantar essa taça é um símbolo de muito desafio e superação. Temos agora que continuar o caminho para conquistar o Carioca.

Gum destacou o crescimento do time nos jogos decisivos. Antes da vitória sobre o Botafogo na final, o Fluminense eliminou o Flamengo na semifinal da Taça Rio ao empatar em 1 a 1. Na próxima quinta-feira, o Tricolor encara o Vasco por um lugar na decisão do Campeonato Carioca.

- Não foi fácil, foi muito difícil. Ganhar o segundo turno é importante porque mostra que a gente cresce nos momentos decisivos. Fizemos nossos melhores jogos na semifinal e na final da Taça Rio. Vamos matar um leão por jogo agora para conquistar o Carioca.